BLOG

Satisfação advinda do clima organizacional

É comum escutar cada vez mais sobre quais são os elementos que compõe o universo das pessoas no ambiente pessoal e profissional, como são e quais são os detalhes que afetam diretamente a felicidade das pessoas. A carreira profissional é vista cada vez mais como uma parte da vida e não uma simples fonte de renda.

Diante disso, temos como o clima e a cultura organizacional são cada vez mais populares no cotidiano empresarial. O clima organizacional é a percepção que os colaboradores possuem do ambiente de trabalho, o que desenvolve questões como: “O que pensam os colaboradores? O que sentem? O que precisa ser alterado?”;. a cultura organizacional por outro lado, é ainda mais abrangente, formada por valores da empresa, normas informais e pelo clima organizacional que esta apresenta.

Um bom clima organizacional tem alto impacto nos resultados de produtividade e satisfação dos colaboradores, processo que alavanca conquistas empresariais e consequentemente reduz o índice de turnover. Desse forma, esse contexto passa a ser compreendido por meio de uma Pesquisa de Clima Organizacional capaz de identificar demandas diversas e anexá-las a um contexto geral da organização. Segundo um levantamento feito pela Universidade de Warwick, no Reino Unido, quando felizes os funcionários são 12% mais produtivos, isso porque tendemos a render melhor em ambientes onde o engajamento e a confiança são maiores.

  Para que ambientes assim possam se estabelecer em organizações, a Pesquisa de Clima Organizacional está cada vez mais popular em todos os tipos de empresa, se mostrando essencial para o desenvolvimento de um ambiente organizacional. Essa solução possui como função traçar um panorama geral do que acontece na empresa, assim os funcionários ganham a oportunidade de terem sua voz ouvida.

Dessa forma, a pesquisa de clima organizacional gera dados que são armazenados para que tais informações possuam potencial futuro e ao mesmo tempo garante sigilo sobre a identidade de quem colaborou. Através disso é possibilitado a execução de planos de ação mais incisivos para as demandas das empresas, os quais podem variar desde coisas mais simples que não seriam percebidas, até mudanças no modo de gestão, tudo para deixar um clima mais atrativo para os colaboradores e novos talentos.

Em 2009, a Caterpillar, empresa de equipamentos para construção civil, estava com dificuldades e passou por um processo de demissões em massa. A empresa, que já figurava no ranking de uma das melhores empresas para trabalhar no Brasil e anualmente aplica uma pesquisa de clima global, foi extremamente transparente no processo de seleção de critérios que levariam ao desligamento, se preocupando por exemplo em não demitir funcionários das mesmas famílias a fim de não maximizar o impacto sobre estas. O resultado foi que a empresa conseguiu manter o ambiente de confiança e nos anos seguintes foi capaz de recontratar diversos desses funcionários. Segundo dados da revista Exame, em 2011, 30% dos funcionários tiveram algum tipo de movimentação interna perante as possibilidades de crescimento e em média o tempo de permanência na empresa é de 8 anos.

Para não ficar para trás do mercado, cada vez mais as empresas precisam saber o que está acontecendo exatamente no seu ambiente, e a pesquisa de clima organizacional é um dos primeiros e mais importantes passos para isso.

Por Ricardo Denji, graduando em Administração de Empresas na Fundação Getúlio Vargas e Consultor-Pleno na área de Comercial e Consultoria na Consultoria RH Junior.

Categorias