O Plano de Carreira e seus impactos no ambiente empresarial

Um dos grandes causadores do sucesso das empresas, tanto no âmbito financeiro como no âmbito da geração de valor aos seus clientes, deve-se a seu capital humano, isto é, as competências, habilidades e atitudes que sua equipe de colaboradores possui para executar suas atividades. Por isso, segundo o artigo “No Career Path, No Retention”, da revista Forbes, as empresas de maior sucesso no mercado concentram muito esforço em atração e seleção dos perfis mais adequados à sua realidade, missão, visão e valores. Entretanto, grande parte delas deixa passar uma etapa tão importante quanto a seleção dos melhores profissionais: A retenção desses profissionais na empresa.

Segundo o mesmo artigo, para reter o colaborador, toda empresa deve, entre outras medidas, oferecer uma estrutura organizacional que suporte uma facilidade de movimentos internos dentro da empresa, já que atualmente os colaboradores não se motivam apenas por meio de salários e bonificações elevados, mas sim por locais de trabalho que lhes possibilitem desenvolvimento e reconhecimento profissional constantes.

O Plano de Carreira é uma ferramenta que pode proporcionar essa oportunidade de ascensão profissional dentro da empresa, já que, por meio desta, o gestor é capaz de delimitar possíveis caminhos que cada colaborador pode percorrer dentro da empresa de acordo com seus objetivos e suas capacidades e competências, bem como estipular as expectativas esperadas em relação às funções de cada cargo da empresa.

Do ponto de vista do profissional, o Plano de Carreira pode ser benéfico, já que lhe dá um guia a respeito de sua possível trajetória dentro da empresa e seus deveres para atingir seus objetivos profissionais. Segundo pesquisa da consultoria ETALENT em parceria com a Catho, 55% das pessoas que possuem um plano de carreira se sentem felizes ou muito felizes com sua vidas profissionais. No entanto, somente 33% dos que não tem planejamento de carreira se declararam profissionalmente felizes.  Além disso, o Plano de Carreira provê ao colaborador uma maior clareza em relação às suas necessidades momentâneas para crescer profissionalmente.

Deste modo, os benefícios do Plano de Carreira são a solução para um dos grandes problemas das grandes empresas mundiais: a alta rotatividade dos colaboradores. Tal solução implica a redução de gastos com contratações e treinamento de novos profissionais, além de evitar períodos de queda de produtividade associados ao período de adaptação de novos colaboradores à organização e às suas atividades.
Por Tiago Costa, graduando em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas e consultor da RH Junior Consultoria



Deixe um Comentário