Mesa Redonda: oportunidade para grandes ideias

Era perto de 20 horas e a sala fervilhava de ideias. Mais de 40 mentes curiosas, jovens e sedentas por trocas de informações sobre gestão de pessoas, criação de projetos, noções de liderança, dentre outras pautas, reunidas em prol do novo, da ampliação do conhecimento. Não havia espaço para o silêncio ou para a indiferença. Esse era o cenário do Mesa Redonda na última quarta-feira, evento promovido pela RH Junior Consultoria no prédio da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP).

Lotada de futuros protagonistas sociais, que querem empreender mudanças em seus convívios, o Mesa Redonda contou com a presença de Empresas Juniores (Ejs) como a Mauá Junior, Junior Fei, Consultoria Júnior Pública FGV, Empresa Júnior FGV, POLI Júnior e CEJUR FGV. O espaço serviu para promover conversas a respeito de temas de grande importância para o desenvolvimento das EJs dos mais diversos cursos de graduação, tais como Marketing, Administração Financeira, Comercial, Projetos e Inovação e Recursos Humanos. O debate de ideias ficou dividido em três momentos distintos: no primeiro, os representantes de cada EJ apresentavam as suas origens e a função de suas entidades; no segundo, ocorreu o debate dos membros em suas respectivas áreas de atuação, ou seja, os atuantes em Recursos Humanos de cada EJ conversavam apenas com seus semelhantes; no terceiro momento, cada participante voluntariamente se deslocou para uma mesa com uma temática diferente de sua origem, o que promoveu uma rotação maior na troca de novos saberes.

O espírito de integração que caracterizou o Mesa Redonda serviu para moldar as atitudes, o conhecimento, o networking e o capital humano além de promover novas ferramentas para que todos buscassem aperfeiçoar ainda mais os pontos fortes e corrigir os pontos fracos de suas entidades. Angústia, ansiedade, descontentamento e insegurança não raro convivem com a definição de uma EJ. Para ajudar os alunos de graduação a superar o desafio de suas entidades, encontros como o ocorrido nesse 7 de maio é um passo para histórias singulares de dificuldades, de percalços, de inspiração e de motivação sejam cada vez mais compartilhadas.

Saber “o como se fala”, a maneira de se transmitir uma ideia, ser pró-ativo, mobilizar, conquistar pessoas e estabelecer laços de confiança são técnicas que não estão publicadas em livros e devem ser apreendidas através dos debates constantes. Para isso, é preciso estar acompanhado das pessoas certas, ou seja, de capital humano capaz de colocar os sonhos e os projetos em execução. Essa é a contribuição do Mesa Redonda e da RH Junior Consultoria para cada participante presente ou para cada leitor interessado, pois uma “empresa é feita de pessoas. Só pessoas”.

Por Samuel Carvalho
RH Junior Consultoria