A importância das parcerias no mundo corporativo

A competitividade no mercado de trabalho está cada vez mais acirrada nos tempos atuais. Empresas em geral, principalmente as pequenas e médias, estão em busca de alternativas para ganhar forças e superar os limites da concorrência. Um meio muito procurado atualmente são as parcerias, realizadas inclusive pelas empresas juniores de todo o Brasil.

As parcerias, segundo André Nunes Pestana, jornalista do blog Infonet e professor da Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe, surgiram após o modelo do capitalismo dos anos 80 ser superado. Antes, era algo centrado na maximização dos resultados, com foco apenas no lucro excessivo e sem grandes preocupações com as reais necessidades dos clientes. Com a estabilização da economia, o consumidor passa a ser mais presente e a cobrar com mais força de forma que as parcerias passaram a existir com mais propriedade.

Sendo elas uma troca de favores entre duas empresas, as parcerias visam os benefícios mútuos entre os envolvidos. A principal importância é que ambas ganhem nesse processo, otimizando um procedimento que já seria executado. É importante que a parceria se adeque ao modelo dos envolvidos para que seja eficaz. Para Pestana, mencionado anteriormente, as parcerias entre empresas devem sempre buscar o favorecimento do cliente a partir de serviços de qualidade, atendimentos, responsabilidade social, entre outros.

Um exemplo de benefício, segundo Alexandre Volpe, gerente de TI da Verzani & Sandrini, seria alavancar o nome da empresa e mostrar seus serviços e produtos de forma mais ampla, diversificando a competitividade para o mercado. Para Volpe, é preciso sair da zona de conforto e investir em novas abordagens de forma que a parceria se torne uma fonte de novidades e diversidades. Além disso, ele acredita que é necessário que haja análises das possibilidades de desenvolver as parcerias, estudando quais seriam as melhores empresas, criando estratégias de ação e apresentando suas propostas.

A RH Junior Consultoria fez uma parceria recentemente com a empresa 99Jobs durante o processo seletivo de 2016. Para Eduardo Menezes, ex-membro da RH Junior Consultoria, o ponto mais relevante é que ambas as empresas foram beneficiadas. Pelo fato da 99Jobs ter pessoas com mais de cinco anos de experiência em processos seletivos, foi uma ótima maneira de auxiliar os membros da RH Junior a sair das suposições, isto é, houve uma ajuda profissional do mercado, além do esclarecimento de dúvidas. Para o parceiro, por sua vez, foi uma grande oportunidade de divulgação. Por exemplo, em um processo seletivo futuro, a RH Junior Consultoria pode anunciar aos membros e ex-membros para a participação. Além disso, a 99Jobs, a partir dessa parceria, acabou adentrando com poucos gastos na Faculdade Presbiteriana Mackenzie e na Fundação Getulio Vargas.

Dessa forma, pode-se dizer que essa espécie de colaboração tem como fim a união de excelências de duas empresas. É muito importante que haja um alinhamento entre as empresas para que ambas obtenham resultados positivos dessa parceria. Ademais, o cliente é um elemento-chave nesse processo, pois, querendo ou não, o foco principal é atingi-lo da melhor forma possível. Uma parceria para uma empresa júnior é importante porque a partir dela surgem diversas oportunidades de cursos, treinamentos e palestras.

data-cke-saved-src=/ckfinder/userfiles/images/12722110_1209359102425622_853784194_n.jpg
Parceria entre a RH Junior e a 99Jobs no Processo Seletivo de 2016.1
Por Mariana Ragone Voto, graduanda em Psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e trainee de Recursos Humanos da RH Junior Consultoria.